quinta-feira, 28 de abril de 2016

Envolve-me, como se tuas mãos fossem asas de anjo


Que os teus braços me envolvam como se as tuas mãos na minha cintura fossem asas de anjo. 

Toca-me mansamente e leva-me ao som da melodia sedutoramente envolvente. 

Leva-me para espaços inebriantes onde as tuas mãos me amparam nos sons musicais suaves e entontecedores que nos cadenciam os passos ao ritmo que nos leva, sem gritos, sem memórias, sem apelos que provocam e seduzem como se o ontem não tivesse acontecido.

Há tanto ritmo no meu corpo e há tanta sedução em ti. 

Vem comigo alegrar a vida ao compasso da melodia que nos une, quero ser a rosa que te prende com a sua fragrância. 

A valsa parou e nós paramos, sem som e sem magia sentimos a paixão que nos segreda. 

Comove-me a ligeireza do teu toque acetinado, mas não há, efetivamente, amor maior do que aquele que nos sabe agarrar, prender, enfeitiçar com um sorriso, um olhar e um toque quase imperceptível que nos abre o coração.

(Maria Elvira Bento, poetisa portuguesa. Blog: Brumas de Sintra)
(Foto: Elie Saab)

Nenhum comentário: